A ALCOESTE HISTORICO PRODUTOS PRODUCAO DE  ETANOL SUSTENTABILIDADE PERGUNTAS FREQUENTES VENHA PARA A ALCOESTE NOTÍCIAS CONTATO
 
 

Perguntas mais Frequentes
Fonte: UNICA e Veja

CONSUMIDOR

1- Quais as vantagens do etanol sobre a gasolina para os consumidores?
O álcool é menos econômico, mas dá mais potência ao motor. O benefício ambiental, no entanto, é o grande atrativo.

2- A partir de que diferença de preço o etanol passa a ser economicamente compensador?
Como tem rendimento inferior ao da gasolina (é preciso mais álcool para o veículo percorrer a mesma distância), o álcool tem de custar, no máximo, 70% do valor da gasolina. Com o litro de gasolina a 2,50 reais, vale a pena usar o álcool se ele estiver, no máximo, a 1,75 real.

3- Existe uma proporção ideal de mistura de etanol e gasolina?
Não. Com os carros flex, pode-se usar qualquer proporção desses combustíveis no tanque.

4- É melhor usar etanol puro ou misturado à gasolina?
Não há diferença. Do ponto de vista econômico, a escolha depende do preço desses combustíveis na bomba.

5- É verdade que se deve intercalar o abastecimento de álcool com gasolina para manter o motor lubrificado?
Não há necessidade. Os motores são feitos de ligas preparadas para trabalhar a vida inteira com álcool.

6- Deve-se optar pela gasolina no inverno?
Os carros a álcool têm mais dificuldade para começar a funcionar em ambientes mais frios. Mas não é necessário substituir o combustível. Basta ter o reservatório de gasolina, localizado junto ao motor, sempre abastecido.

7- O etanol pode trazer danos ao motor?
Pelo fato de o etanol ser mais corrosivo do que a gasolina, os motores dos carros flex e a álcool têm de ser fabricados com ligas especiais, mais resistentes.

8- O que muda no motor flex em relação aos convencionais, a álcool ou a gasolina?
Ele tem sensores que identificam o tipo de combustível que se está usando (ou a proporção de cada um no tanque) e regulam o motor automaticamente.

9- Um motor a etanol tem a mesma durabilidade dos motores a diesel ou a gasolina?
Não há diferença quanto à durabilidade.

10- Há o risco de comprar etanol adulterado, assim como ocorre com a gasolina?
Sim, da mesma forma que acontece com a gasolina.

11- O que pode provocar variações no preço do etanol?
Por ser um produto de base agrícola, o etanol está sujeito às variações de preço em razão da safra e de fenômenos climáticos.
Essa situação só será resolvida quando for criado um estoque regulador. O preço do petróleo também influencia. Vira uma referência para o revendedor, que pode tentar aumentar sua margem de lucro.

12- O etanol brasileiro é caro ou barato, comparado ao de outros países?
O etanol do Brasil é o mais barato do mundo. Essa é a razão dos altos impostos de importação mantidos pelos Estados Unidos, que chegam a dobrar o preço do etanol brasileiro importado.

13- Quem tem carro a álcool corre o risco de ficar sem combustível, por problemas na produção, a exemplo do que aconteceu recentemente com o veículo a gás no Rio de Janeiro e em São Paulo?
O risco é baixo. O mercado de etanol já se desenvolveu a um ponto em que se tornou mais difícil aos usineiros reduzir sua produção de álcool para priorizar a exportação de açúcar, como ocorreu na década de 80. Mas o governo não deve abrir mão dos mecanismos de controle.

14- Veículos pesados, como caminhões, poderão usar o etanol como combustível?
Para os veículos pesados, o mais indicado é o diesel. Nesse caso, a melhor alternativa energética seria o biodiesel, que ainda não conseguiu alcançar o mesmo patamar de produtividade que o etanol de cana-de-açúcar.
A vantagem do etanol é que, por ter maior octanagem, torna os carros mais velozes.

15- O automóvel perde força e velocidade?
Ao contrário, ganha mais força de arranque e velocidade final.

 
 
 Voltar  Topo  Imprimir
 
   
   
              Desenvolvimento: AgênciaOC